Clínica Chazan :: Ginecologia e Obstetrícia
Clínica Chazan, Ginecologia e Obstetrícia, Cuidados da Mulher
Clínica Chazan :: Ginecologia e Obstetrícia
Clínica Chazan - Ginecologia e Obstetrícia
© 2010 Copyright Clínica Chazan - by: New Vision
  Bacterioscópico e Cultura de Secreções

1. Orientações necessárias

2. Método

Exame microscópico após coloração pelo método de Gram, com descrição da celularidade, relato e quantificação dos microrganismos presentes e pesquisa de tricomonas a fresco ou por coloração.

3. Valor de referência

Presença somente de microrganismos considerados como flora habitual da vagina e pequena quantidade de leucócitos.

4. Interpretação e Comentários

O estudo permite a avaliação da flora bacteriana local, que, em mulheres adultas, é constituída predominantemente por bacilos gram-positivos (sobretudo de Doderlein), mas dá especial atenção a diplococos gram-negativos, intra ou extracelulares, com características de Neisseria gonorrhoeae, particularmente em material endocervical, e a bacilos gram-variáveis com características de Gardnerella vaginalis. A pesquisa de Trichomonas vaginalis é feita rotineiramente em exame direto a fresco e após coloração. Em casos de suspeita clínica de infecção gonocócica, a cultura é mais indicada por ter maior sensibilidade.
- Apesar de não ser o método de eleição, o exame permite detectar fungos e avaliar a presença de leucócitos e eritrócitos. Por se tratar de técnica que cora a parede celular, as bactérias desprovidas dessa estrutura, tais como a Mycoplasma e a Ureaplasma, e as de crescimento intracelular, como a Chlamydia, não são detectadas pelo método, o que implica a realização de exames específicos.